Joana Gaspar de Freitas
Coordenadora de Projeto

A História é a base do seu trabalho, mas algures no seu percurso, ouviu um “canto de sereia” que a fez descobrir um novo interesse: o mar e o litoral. Desde então, procura combinar aquilo que mais gosta – a História, a Literatura e o Ambiente – no estudo da relação entre os seres humanos e as zonas costeiras, numa perspectiva lata, com a ambição (talvez mais ousadia!) de preencher o intervalo ainda existente entre as Ciências Sociais e a Ciências Naturais. Coordenar o Projecto DUNES é o seu novo desafio, propondo-se fazer uma história ambiental global sobre as dunas enquanto ecossistemas híbridos. O que a motiva? É simples, a paixão de sempre, ir para bibliotecas e arquivos à procura de histórias desconhecidas. Histórias que merecem ser contadas… como a das dunas…

Ruwan Sampath
Postdoc | PhD

Ruwan Sampath, originário do Sri Lanka, faz investigação sobre as zonas costeiras, sendo especializado em modelação numérica da resposta morfológica destes sistemas a forçamentos naturais e antrópicos.

Depois de ter sido testemunha da grande tragédia do tsunami, no Oceano Índico, em 2004, percebeu a importância das dunas, recifes de coral, mangais e pântanos como defesas naturais contra os perigos costeiros. Desde então, tem vindo a estudar este tema com o objetivo de definir medidas de mitigação e adaptação. Através da modelação das alterações costeiras, devido à subida do nível do mar, no Holocénico e no século XX. O seu interesse pelos habitats costeiros não se deve apenas à beleza desses ecossistemas, mas também pelas ameaças à sua sustentabilidade.

Em Portugal trabalhou no Centro de Pesquisa Marinha e Ambiental (CIMA), Universidade do Algarve, entre 2007 e 2019. Ali obteve o seu doutoramento em Ciências Marinhas, Terrestres e Ambientais: na especialidade de Dinâmica da Zona Litoral.

Michael Vina
Postdoc | PhD

Michael Vina é antropólogo ambiental com Doutoramento pela Universidade de Bergen, Noruega (2019). Nasceu nos Estados Unidos mas cresceu em Caracas, Venezuela, a trinta minutos do mar do Caribe, a vida de Michael esteve sempre relacionada com ambientes costeiros. Os seus interesses de investigação incluem a ecologia política dos espaços marinhos, o conhecimento ecológico local dos pescadores e como os peixes, por meio de suas qualidades sociomateriais, moldam a vida cotidiana e as economias políticas do mar no litoral do Equador. Michael também liderou projetos de pesca nas costas do Caribe e do Pacífico da Costa Rica, explorando a interseção entre áreas protegidas e bem-estar dos pescadores e percepções dos pescadores sobre tecnologia de conservação e tartarugas marinhas. No projeto DUNES, Michael vai trabalhar com as dunas do Reino Unido, com foco específico nas relações homem-animal.

Mihaela Tudor
Estudante de Doutoramento

Mihaela Tudor é geógrafa física e obteve o mestrado em Geografia Física e Ordenamento do Território na Universidade de Lisboa com a especialização em geomorfologia costeira.

Sendo natural da Roménia, um país com paisagens de rara beleza cénica, a sua personalidade foi sempre moldada pela natureza, motivo pelo qual escolheu Geografia. Mais tarde, veio viver para Portugal e desde o início sentiu um grande amor pelo mar. A paixão pelo litoral despertou o interesse por esta temática, levando-a a desenvolver investigação no domínio dos sistemas litorais, relacionada, sobretudo, com os eventos extremos que afetam as áreas costeiras.

Encontra-se atualmente a realizar o doutoramento em Geografia Física no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT-UL). O seu tema de investigação foca-se na morfodinâmica litoral, nomeadamente na reconstrução da evolução espácio-temporal das dunas transgressivas nos últimos dois séculos.

Os seus principais interesses de investigação são: dinâmica dos sistemas litorais, mudanças ambientais e subida do nível do mar, gestão costeiras e impacto antropogénico na evolução da paisagem litoral.

Ana Marcelino
Gestora e Comunicadora do Projeto

A sua curiosidade pela origem da vida levou-a a estudar Biologia Evolutiva. Fez os seus estudos na Universidade de Lisboa e depois partiu para várias aventuras de investigação científica pela Europa. Depois de vários anos fora de Portugal, troca a bancada de laboratório e as suas pipetas para regressar à sua Lisboa e trabalhar como gestora e comunicadora do projeto DUNES.

Ávida por mais histórias e por construir estratégias que permitam à sociedade civil e aos tomadores de decisão mais empenho e esclarecimento nas suas escolhas.

Consultores

João Alveirinho Dias


Licenciado e doutorado em Geologia pela Universidade de Lisboa, desde cedo que se dedicou à Oceanografia Marinha e Costeira e às interacções Homem-Meio. Tendo iniciado a vida profissional como Assistant Professor na Universidade de Luanda (Angola), transitou para o Geological Survey of Portugal, depois para o Instituto Hidrográfico e, finalmente, para a Universidade do Algarve. Com o estatuto de Professor Convidado ou Visitante, manteve activa colaboração com diversas universidades portuguesas e estrangeiras (Espanha, França, Reino-Unido, Itália, Estados Unidos, Cabo Verde, Angola e, ultimamente, Brasil). Participou em várias delegações do governo português ao estrangeiro, tendo sido, durante alguns anos, delegado de Portugal no Programa MAST – Marine Advanced Science and Tecnology, da União Europeia. Nos últimos anos tem vindo a produzir vários livros sobre Paleoclimatologia, História do Ambiente, Climatologia Histórica e História da Ciência.

Viriato Soromenho Marques


Professor Catedrático de Filosofia na Universidade de Lisboa, é membro da Academia das Ciências de Lisboa e da Academia de Marinha. Foi Vice-Director da European Environmental and Sustainable Development Advisory Councilsnetwork (2001-2006); membro do EC High Level Group on Energy and Climate Change (2007-2010); e Director do Programa Ambiental da Gulbenkian (2007-2011). Actualmente, é Consultor Especial do Conselho de Curadores da Fundação Oceano Azul. Escritor prolífico e orador, trabalha sobre Filosofia Política, Ambiente e Alterações Climáticas, Federalismo Americano e União Europeia.

 

Parceiro local

James Beattie
Historiador Ambiental | PhD

Professor Associado da Vitória Universidade de Wellington, Nova Zelândia, e Investigador Sénior da Universidade de Joanesburgo, é historiador ambiental e trabalha sobre as conexões imperiais entre a Austrália, Nova Zelândia, China e Índia. Produziu estudos sobre conservação, jardins, intercâmbios ecológicos, alterações climáticas e coleccionismo. James é o editor-fundador do jornal International Review of Environmental History, disponível em livre acesso. É também co-editor de duas séries de livros: Palgrave Studies on World Environmental History e Routledge Research on Gardens in History.

Tendo trabalhando sobre a história comparada das intervenções humanas nas dunas da Austrália, Nova Zelândia e Índia, no livro Empire and Environmental Anxiety, James vai colaborar com o Projecto DUNES, na preparação de um estudo sobre história trans-nacional das dunas.

 

Davis Pereira de Paula
Geógrafo | PhD

Professor de Geografia e investigador do Laboratório de Geologia e Geomorfologia Costeira e Oceânica, da Universidade Estadual do Ceará. Foi coordenador brasileiro da Rede BRASPOR, entre os anos de 2015 e 2017, uma rede informal de cientistas do Brasil e de Portugal, que se dedica a estudar os ambientes costeiros e suas sinergias. Trabalha na área de Geografia Costeira, com ênfase em Dinâmica, Conflitos, Planeamento e Gestão de ambientes costeiros; História Ambiental; e Interacções Homem-Meio. Existindo já uma antiga e estreita colaboração, Davis será o perito do DUNES no Ceará, onde se localiza um dos casos de estudo do projecto.

Antonio Ortega Santos
Historiador Ambiental | PhD

Professor de História Contemporânea na Universidade de Granada (Espanha). Coordenador da Rede Universitária Espanhola de História Ambiental (RUEDHA) e membro da Comissão Executiva da Sociedade Latino-Americana e Caribenha de História Ambiental (SOLCHA). É Coordenador do Grupo de Investigação STAND – South Training Action Network of Decoloniality. Tem desenvolvido projectos na Colômbia, México e Espanha, na área da gestão de bens comuns, sistemas agrários e conflitos sócio-ambientais, em oásis. Em estreita colaboração com a equipa do DUNES, Antonio vai trabalhar sobre as dunas de Espanha e da região da Baja California, no México.

Ignacio García Pereda
Engenheiro Florestal & Historiador | PhD

Ignacio García Pereda é engenheiro florestal (ENGREF Nancy) e obteve o doutoramento em História da Ciência na Universidade de Évora. Na sua investigação de doutoramento focou-se na história da silvicultura portuguesa, nomeadamente na construção de uma nova comunidade de peritos, os primeiros “experts” nacionais em ordenamento florestal.
Produziu estudos sobre jardineiros, corticeiros e guardas florestais. Ignacio é o editor-fundador da coleção editorial dedicada à História Florestal, da Euronatura, disponível em livre acesso. Tem desenvolvido projetos na Espanha, França, Uruguay, na área da gestão dos sistemas agroflorestais e dos parques naturais. Na equipa do DUNES, Ignacio irá dar apoio à equipa do DUNES em questões relaccionadas com as dunas e florestas de França.​
Ana Paula dos Santos Lima
Historiadora | PhD

Licenciada em História (UESC – BA/Brasil) e Doutoramento em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA|UEFS – BA/Brasil) com Postdoc na área de História Contemporânea (FLUL). Investigadora no Centro de História da Universidade de Lisboa e Professora contratada do Ministério da Educação no ensino básico e secundário. Realiza estudos relacionados com as épocas da História Moderna e Contemporânea, focando a História das Ciências e a História Ambiental, incidindo sobre as ideias e mentalidades de exploração e preservação dos recursos naturais. Atualmente investiga os discursos sobre a preservação das florestas do Brasil nos séculos XVIII e XIX. Atua na área da educação há cerca de vinte anos em instituições brasileiras e portuguesas e se interessa também por investigações sobre o ensino de História para uma cidadania crítica. No DUNES colabora com a disseminação do conhecimento científico para a educação e cidadania no Brasil e em Portugal estando neste momento a desenvolver a abordagem interdisciplinar CONTAR HISTÓRIAS DE DUNAS NA ESCOLA.

Antigos membros

Rita Matildes
Investigadora pós-doutorada

O mundo é tão vasto e fascinante!

Formada em Geologia Aplicada e do Ambiente e Mestre em Engenharia Geográfica. Durante cerca de dez anos, dedicou-se à investigação na área de fotografia aérea e SIG para monitorização costeira. Concluiu o Doutoramento em Engenharia Geográfica em 2016.

Decidiu nessa altura fazer as malas e procurar novas aventuras: durante os últimos 3 anos, trabalhou como especialista SIG na SonaeMC e na Esri Portugal.

Agora, de volta ao mundo de R&D… Acredita que os SIG podem fornecer novos insights e trazer um ar novo ao campo da História Ambiental. Traz também consigo uma paixão: a comunicação de ciência.”

Monique Palma
Investigadora pós-doutorada

Monique Palma é Doutora em História da Medicina pela Universidade do Porto – Portugal, e no momento, trabalha como investigadora do projeto DUNES. Para ela é um trabalho incrível seguir pistas, investigar o universo das fontes, entender o que realmente aconteceu no passado. Monique, geralmente, comenta que alguns aspectos, detalhes importantes, processos, maneiras como a humanidade começou a produzir conhecimento continuam esquecidos e ou desconhecidos em nossa sociedade. Fascinada pelo ofício de historiadora, para ela, utilizar os métodos científicos da História para entender o passado é algo crucial para o desenvolvimento social. Monique Palma é mestre em História pela Universidade Estadual de Maringá – Brasil, onde também obteve a licenciatura em História. Depois atravessou o oceano Atlântico para progredir em seus estudos. Obteve o grau de Doutora, e atualmente, pesquisa sobre História Ambiental – uma das áreas de seu maior interesse. Para ela a História é como um mergulho no mar, não importa o que aconteça e apareça, não entre em pânico, e assim você poderá ver e entender outro ângulo sobre viver e, claro, divertir-se muito…

Daniela Rato
Estudante de Doutoramento

Formada em Geologia do Ambiente, Riscos Geológicos e Ordenamento do Território, actualmente no segundo ano do Programa Doutoral em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, dedica-se ao estudo e à monitorização das dunas costeiras. Estas são ambientes complexos e sujeitos a acção de diferentes variáveis, por acreditar na importância de uma abordagem interdisciplinar, a integração da História, como ferramenta para o seu estudo e protecção, representa um novo e grande desafio para a sua investigação.

Entretanto, realizou um estágio profissional na Esri Portugal, é investigadora no projecto SandTrack e porque entende que tão importante como “fazer ciência” é divulgá-la, participou no projecto Art for Adaptation – Odisseia pelo Clima.

Pretende mostrar é que as dunas são muito mais do que divãs.

European Research Council
Financiamento

Este projeto recebeu financiamento do Conselho Europeu de Investigação (ERC) através do Programa da União Europeia de Investigação e Inovação Horizonte 2020
(Acordo nº802918)